sexta-feira, 30 de julho de 2021
Início Destaques Trump diz que pandemia é pior que Pearl Harbor e 11 de...

Trump diz que pandemia é pior que Pearl Harbor e 11 de Setembro

Com mais de 1,2 milhão de casos confirmados e mais de 71 mil mortos, os EUA são, de longe, o país mais atingido pela pandemia do novo coronavírus. Para o presidente do país, Donald Trump, a crise atual é pior do que alguns dos dias mais dramáticos da história norte-americana, como o ataque terrorista ao World Trade Center, em 2001, ou o ataque japonês contra a base de Pearl Harbor, em 1941.

Leia também: EUA superam 1 milhão de casos confirmados de coronavírus

Trump fez essa afirmação, segundo a imprensa norte-americana, durante um evento na Casa Branca para homenagear enfermeiros e enfermeiras do país, nesta quarta-feira (6). Durante o encontro, o presidente mencionou a crise de saúde nos mesmos termos que falaria de uma guerra.

“Esse é realmente o pior ataque que nós já sofremos. Isto é pior que Pearl Harbor. Isto é pior que o World Trade Center. Nunca houve um ataque como este”, disse Trump na reunião.

Números históricos

De fato, os números da covid-19 no país são imensamente maiores que os episódios mencionados pelo presidente.

O ataque do Japão contra a base de Pearl Harbor, no Havaí, em 7 de dezembro de 1941, terminou com alguns navios afundados, cerca de 200 caças destruídos e cerca de 2,3 mil mortos e 1,1 mil feridos. Foi o episódio decisivo para a entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial.

Publicidade

Fechar anúncio

Já os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 contra as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York, e o Pentágono, em Washington, deixaram pouco menos de 3 mil mortos e cerca de 25 mil feridos. No início de abril, já havia mais mortos na cidade de Nova York do que após o atentado promovido pela al-Qaeda.

O número de mortos até o momento por covid-19 nos EUA superam também o total de soldados norte-americanos que morreram durante os 16 anos da Guerra do Vietnã, cerca de 58 mil.

Apenas a gripe espanhola teve mais vítimas entre os norte-americanos nos últimos 110 anos. Entre 2018 e 2019, a doença matou cerca de 675 mil pessoas nos EUA.

Mudança de rumos

Tamanha mortalidade levou Trump a mudar, mais uma vez, seus planos para a reabertura da economia do país. Na terça, ele havia anunciado que reduziria a força-tarefa dedicada à pandemia e criaria uma nova, cuja tarefa seria coordenar a retomada das atividades econômicas.

Em um dia, ele mudou de ideia. “Eu não tinha ideia do quanto essa força-tarefa é importante até que comecei a falar em reduzi-la. Recebi ligações de pessoas que eu respeito muito. Me disseram que estão fazendo um excelente trabalho e que seria melhor deixá-la funcionando”, disse o presidente.

Fonte: R7.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Homem é denunciado por racismo durante live em rede social em Parnaíba

A jornalista Luzia Paula, conhecida por fazer lives no Facebook retratando o dia a dia de Parnaíba, bem como os atrativos turísticos da cidade,...

Prefeitura de Cocal inicia pagamento dos servidores

Neste dia 28 de junho a Prefeitura de Cocal iniciou o pagamento dos servidores públicos da SEMED. No dia 29/06 será a vez dos Trabalhadores...

Prefeitura de Cocal realiza audiência pública para apreciação das metas fiscais

Nesta manhã de segunda-feira (28) a Prefeitura de Cocal, através da Controladoria Geral do Município, promoveu audiência pública para apreciação das metas fiscais do...

Coordenador Regional do PROPIAUÍ Rubens Vieira visita escolas estaduais em Parnaíba

Rubens Vieira, coordenador regional do PROPIAUÍ, cumpriu agenda no último sábado (26), em Parnaíba, atendendo ao convite dos vereadores Taylon Andrades, Assis Car, Joãozinho...

Recent Comments